27/02/2024
BTC56.970,0
ETH3.250,44
USDT0,999005
BNB394,82
SOL107,06
XRP0,562357
USDC0,998201
DOGE0,096678
BUSD1,005

Preço do Helium (HNT)

HNT
4,5
$8,91
Capitalização de mercado
1.278.509.902,0
Volume total
24.046.813
Suprimento circulante
143.934.820
Suprimento total
223.000.000
Helium

Visão geral da rede Helium 

A Helium é uma rede de blockchain de código aberto que tem como objetivo fornecer conectividade sem fio a dispositivos da Internet das Coisas (IoT). Criada com base na Solana Blockchain, sua arquitetura descentralizada depende de uma rede de dispositivos conhecidos como Hotspots. Esses Hotspots atuam como mineradores de rede e pontos de acesso sem fio, facilitando a comunicação de longo alcance para dispositivos IoT e redes 5G.

Os Hotspots são fáceis de implantar, permitindo que qualquer pessoa contribua para a expansão da rede e ganhe tokens IOT e MOBILE em troca. Eles se conectam ao 5G ou à nuvem por meio do LoRaWAN, um protocolo de camada de controle de acesso à mídia, o que torna econômica a expansão da infraestrutura.

A rede emprega um algoritmo de consenso exclusivo chamado Proof-of-Coverage (PoC), ou Prova de Cobertura, que recompensa as operadoras de Hotspot por verificar a extensão e a qualidade da cobertura sem fio.

A rede migrou recentemente para a rede Solana, portanto, os tokens NHT nativos anteriores não será mais cunhados e são totalmente resgatáveis por novos tokens IOT e MOBILE.

Como funciona a Helium?

A Helium adota uma abordagem exclusiva para a tecnologia blockchain, concentrando-se não apenas no software, mas também na descentralização do hardware físico. A rede consegue isso por meio de Hotspots, que são dispositivos incentivados projetados para ampliar a cobertura da Internet de forma mais econômica do que as opções comerciais tradicionais.

Embora o Wi-Fi já ofereça suporte a dispositivos da Internet das Coisas (IoT), ele enfrenta problemas de privacidade e alcance limitado. O Helium aborda esses problemas usando uma estrutura descentralizada combinada com um novo algoritmo de consenso chamado Proof of Coverage (PoC). Essa abordagem oferece até 200 vezes o alcance das redes Wi-Fi tradicionais para dispositivos IoT.

A IoT refere-se a um sistema de dispositivos físicos interconectados equipados com sensores, software e outras tecnologias para troca de dados. Os dispositivos IoT podem variar desde geladeiras inteligentes e scooters elétricos a dispositivos médicos e coleiras inteligentes para animais de estimação.

Fonte e direitos autorais Helium.com

No ecossistema Helium, os Hotspots têm uma dupla finalidade: funcionam como nós para facilitar a troca de dados entre dispositivos IoT e também protegem a rede por meio da mineração do token IOT da criptomoeda nativa. Esses dispositivos são fáceis de configurar e, uma vez em operação, geram tokens IOT para o proprietário como recompensa pelo aumento da cobertura e da segurança da rede.

A eficiência da rede aumenta quando os hotspots estão muito próximos uns dos outros. Isso não só aumenta a densidade e o alcance da rede, mas também resulta em recompensas maiores para os proprietários de hotspots. O Helium utilizou o protocolo sem fio LoRaWAN para ampliar a conectividade em até 200 vezes o alcance do WiFi tradicional.

Fonte e direitos autorais Helium.com

LoRaWAN, ou Long Range Wide Area Network ("rede de área ampla de longo alcance"), é um protocolo aberto que facilita a comunicação de longo alcance entre dispositivos IoT, que podem variar de dispositivos inteligentes a sensores industriais. Devido à sua natureza descentralizada, a rede da Helium requer apenas 50 a 100 pontos de acesso para fornecer uma cobertura abrangente para uma cidade inteira.

Algoritmo de consenso PoC da Helium

A rede Helium opera com um novo algoritmo de consenso chamado Proof of Coverage (PoC), projetado especificamente para os requisitos da rede. Esse mecanismo é combinado com o protocolo Honey Badger Byzantine fault tolerance (HBBFT), garantindo o consenso mesmo na presença de determinadas falhas de nós. 

O algoritmo Proof of Coverage incentiva as operadoras de Hotspot a implantar Hotspots em áreas mal atendidas e a informar com precisão suas implantações para que os usuários da rede Helium possam ver onde é provável que haja cobertura.

No PoC, os hotspots são testados de forma automática e aleatória para confirmar que estão fornecendo a cobertura de rádio prometida em horários e locais específicos, e as validações bem-sucedidas geram recompensas de IOT para as operadoras.

Fonte e direitos autorais Helium.com

Além disso, os Hotspots podem ganhar tokens IOT adicionais ao transferir dados pela rede. Quanto mais dados um Hotspot retransmite, mais IOT ele ganha. Esse modelo usa tecnologia de ondas de rádio para mineração, o que o torna significativamente menos intensivo em energia do que os métodos tradicionais de mineração que dependem de GPUs ou ASICs.

Recompensas para hotspots 

Em última análise, as recompensas de IOT para hotspots são proporcionais ao valor de sua contribuição no ecossistema de criptografia Helium. Há três funções dentro do ecossistema Helium que os hotspots podem desempenhar para ganhar recompensas:

Desafiante (Challenger): O desafiante inicia o teste e verifica se os hotspots fornecem cobertura sem fio por meio da rede de rediofrequência em um determinado local.

Desafiado (Beacon, beaconer ou challengee): O hotspot que transmite o pacote de dados para outros hotspots adjacentes.

Testemunha (Witness): Os hotspots adjacentes que detectam a atividade de prova de cobertura e a relatam ao desafiante.

Hotspots 5G da Helium 

Os Hotspots 5G permitem conectividade sem fio na rede Helium 5G, atendendo predominantemente a dispositivos celulares, como telefones celulares e tablets. Os Hotspots ganham tokens MOBILE por seus serviços, que podem ser resgatados para HNT diretamente por meio do aplicativo Wallet.

Os Hotspots Helium 5G utilizam rádios CBRS (Citizens Broadband Radio Service) para fornecer cobertura de celular. Operando em uma banda larga de 3,5 GHz, o CBRS nos EUA elimina a necessidade de Hotspots Hosts obterem licenças de espectro. No momento, a rede Helium 5G está disponível apenas nos EUA.

Créditos de Dados 

Um componente fundamental do modelo econômico da Helium é o uso de Créditos de Dados (DC). Esses créditos funcionam como o meio de transferência de dados pela rede e também cobrem as taxas de transação da blockchain. Os Créditos de Dados não são transferíveis e estão vinculados a usuários ou dispositivos individuais. Eles são gerados pela "queima" de tokens Helium, criando assim um equilíbrio: à medida que o uso da rede e a demanda por Créditos de Dados aumentam, mais tokens Helium são retirados de circulação.

No ecossistema Helium, os Créditos de Dados são essenciais para qualquer dispositivo que deseje transmitir dados para a Internet. Eles são definidos em um valor fixo, equivalente a US$ 0,00001 cada, garantindo custos de transação estáveis para usuários e desenvolvedores. Como os créditos de dados são específicos do usuário e não podem ser trocados, eles se assemelham aos minutos de celular em um plano de telefone pré-pago. Eles são usados exclusivamente para serviços de rede e não podem ser negociados.

Token IOT

O IOT serve tanto como incentivo quanto como token de governança para a rede Helium, atuando como o combustível que impulsiona todo o ecossistema. Ele é concedido aos Hotspots que contribuem para a rede fornecendo e validando a cobertura sem fio, além de permitir conectividade com a Internet para dispositivos.

O IOT foi introduzido por meio da iniciativa liderada pela comunidade HIP-52. O primeiro lote de tokens IOT foi criado após a migração da rede para a blockchain Solana em 18 de abril de 2023.

Os tokens IOT estão intrinsecamente vinculados aos tokens HNT, com um mecanismo de conversão em vigor. Essa conversão é facilitada por meio de um pool de HNT alocado para cada sub-rede dentro do ecossistema Helium, determinado por sua pontuação de utilidade (Network Utility Score). A taxa de câmbio entre IOT e HNT é definida algoritmicamente por contratos de swap de tesouraria, com base nessa pontuação.

Para aqueles que desejam converter IOT em HNT, a plataforma principal é o aplicativo Helium Wallet. Além disso, essa conversão pode ser executada diretamente na blockchain Solana usando as ferramentas de código aberto disponíveis nos repositórios GitHub da Helium.

Em termos de fornecimento, o IOT segue um cronograma de cunhagem semelhante ao do HNT, mas tem um limite máximo de 200 bilhões de tokens. O ano inicial do IOT começou em 1º de agosto de 2022, e sua emissão está planejada para ser reduzida pela metade a cada dois anos, espelhando o cronograma de redução pela metade da HNT.

Fonte e direitos autorais Helium.com

Token MOBILE

O token MOBILE é minerado por hotspots 5G por meio de receitas de transferência de dados e de prova de cobertura. Assim como o IOT, o MOBILE pode ser resgatado em HNT. Para facilitar isso, um pool específico de HNT é reservado para cada rede na Helium Network, determinado pela pontuação de utilidade (Network Utility Score). A taxa de conversão entre MOBILE e HNT é determinada algoritmicamente pelos contratos de swap de tesouraria, refletindo a potuação de utilidade.

O token MOBILE segue um cronograma de cunhagem semelhante ao HNT, com um suprimento máximo de 230 bilhões (230.000.000.000) de tokens. Desse total, 50 bilhões de tokens MOBILE foram pré-minerados durante o lançamento da Mobile Network e alocados para o fundo de operações da rede gerenciado pela Helium Foundation. Uma parte dessa alocação foi distribuída aos Hotspots ativos da rede móvel durante o período Genesis. O primeiro ano da MOBILE começou em 1º de agosto de 2022.

A emissão de tokens MOBILE está planejada para ser reduzida pela metade a cada 2 anos, coincidindo com o cronograma de redução pela metade da emissão de HNT.

Fonte e direitos autorais Helium.com

Equipe e investimentos 

Fundada em 2013 por Amir Haleem, um ex-jogador de videogame professional, e Shawn Fanning, famoso pela criação do Napster, a Helium tinha como objetivo inicial criar uma rede sem fio expansiva adaptada ao mundo emergente dos sensores de baixa potência e baixo custo. Antes do conceito da Internet das Coisas (IoT) ganhar força, a dupla previu a proliferação de sensores em miniatura em uma infinidade de dispositivos, desde eletrodomésticos até sistemas de gerenciamento de inventário. Eles reconheceram a necessidade universal de que esses dispositivos tivessem uma maneira econômica e eficiente em termos de energia para se conectar à Internet.

Em 2014, os fundadores haviam apurado sua visão, concentrando-se na criação de uma rede de malha descentralizada composta por milhões de pontos de acesso. Esses hotspots funcionariam como repetidores de sinal sem fio, conectando-se uns aos outros para ampliar a cobertura. Em vez de depender de torres de celular grandes e caras, uma comunidade de voluntários hospedaria essas mini torres compactas e econômicas, criando uma infraestrutura de rede mais democrática.

Operando sob a empresa mãe Helium Inc., com sede em São Francisco, a rede foi lançada em 2019 com a missão de resolver os principais desafios da IoT, incluindo preocupações com a privacidade. Co-fundado por Amir Haleem, Sean Carey e Shawn Fanning, o empreendimento arrecadou mais de US$ 53 milhões por meio de quatro rodadas de financiamento entre 2015 e 2019. Notavelmente, a rodada da Série A arrecadou US$ 16 milhões de apoiadores como Khosla Ventures e FirstMark Capital, enquanto a rodada da Série B gerou US$ 20 milhões, com participação da GV (antiga Google Ventures) e outros investidores existentes.

Em 30 de março de 2022, a empresa foi rebatizada como Nova Labs, após um investimento de US$ 200 milhões na Série D, liderado pelas empresas de capital de risco Andreessen Horowitz (a16z) e Tiger Global.

Onde você pode comprar IOT e MOBILE?

Atualmente, o IOT pode ser comprado apenas em duas bolsas descentralizadas da Solana: Raydium e Orca. 

Perguntas frequentes

O que é a rede Helium? 

A rede Helium é um sistema global descentralizado de pontos de acesso que fornece ampla conectividade sem fio para dispositivos da Internet das Coisas (IoT). Esses Hotspots ganham recompensas na forma de IOT, uma moeda digital que opera na blockchain Solana.

Por que ela é chamada de "Rede do Povo" (The People's Network)?

Ela é chamada de "Rede do Povo" porque os usuários individuais que implantam Hotspots são responsáveis pela construção e manutenção da rede. Portanto, é uma rede que é gerada por e é propriedade dos membros da comunidade.

Como funcionam os Hotspots e quais são os dispositivos compatíveis? 

Os Hotspots permitem que os indivíduos estabeleçam e gerenciem sua própria rede sem fio, que pode acomodar um amplo espectro de dispositivos IoT. Isso inclui tudo, desde coleiras inteligentes para animais de estimação e sistemas de entrega automatizados, até bicicletas e scooters inteligentes, equipamentos de rastreamento médico, sistemas de controle climático, soluções de iluminação inteligente e muito mais.

O Helium poderá substituir o Wi-Fi de minha casa? 

Não, os Hotspots Helium não substituem o Wi-Fi de sua casa. Eles coletam e encaminham pacotes de dados de dispositivos locais de baixa potência que operam com o protocolo sem fio LoRaWAN e estão conectados à rede Helium. Esses dispositivos geralmente incluem coisas como rastreadores GPS, sensores ambientais ou medidores meteorológicos que precisam enviar apenas pequenas quantidades de dados. O Hotspot usa sua conexão de Internet existente, via Wi-Fi ou Ethernet, para transmitir essas informações, mas não substitui os serviços tradicionais de Internet ou de celular para dispositivos de uso geral, como computadores ou smartphones.

Como os Hotspots geram IOT? 

Os hotspots acumulam tokens IOT oferecendo cobertura sem fio e transmitindo dados de dispositivos próximos. Quanto maior for o volume de dados transferidos, maior será o prêmio de IOT. No passado, os Hotspots ganhavam tokens HNT.

O que são exatamente Créditos de Dados? 

Os Crédito de Dados são tokens não intercambiáveis que servem como o único meio de pagamento para operações na rede. Além de cobrir os custos de transação da blockchain, esses créditos podem ser utilizados para enviar pacotes de dados pela Helium Network.

Quão útil você achou este artigo?
Obrigado pela sua avaliação!

Conversores HNT

Veja também

Bitcoin (BTC)
$57.111,0
0,83%
Cardano (ADA)
$0,616051
-1,21%
Dai (DAI)
$0,999942
0,18%
Dogecoin (DOGE)
$0,096877
1,32%
Ethereum (ETH)
$3.250,44
-0,11%
Lido Staked Ether (STETH)
$3.235,17
-0,47%
Litecoin (LTC)
$73,61
-2,73%
Polygon (MATIC)
$1,031
-1,67%
Toncoin (TON)
$2,14
-2,15%
Wrapped Bitcoin (WBTC)
$56.830,0
0,49%

Notícias

Mercado cripto entra em ciclo de alta

Saiba como

Notcoin Bot: como funciona e como começar a jogar?
Como usar o Telegram Wallet