17/04/2024
BTC63.857,0
ETH3.075,48
USDT1,0
BNB543,22
SOL140,13
USDC1,001
XRP0,50491
DOGE0,156719
BUSD1,003
Guias
O que é Venom Blockchain?
01/04/2024

O que é Venom Blockchain?

01/04/2024
4,6

Conheça a Venom Blockchain — uma solução de camada 0 com recursos exclusivos. Descubra como ela resolve os problemas comuns de blockchain e o que está por trás de sua arquitetura.

O que é Venom Blockchain?

A Venom é uma rede de blockchain de camada 0, que integra a tecnologia de fragmentação dinâmica e utiliza um modelo de consenso proof of stake (PoS).

Essa plataforma de blockchain foi desenvolvida com o objetivo de oferecer uma infraestrutura escalável e conveniente, adequada para o desenvolvimento de aplicativos de DeFi, NFT e jogos. A rede Venom é administrada pela Venom Foundation, uma organização sem fins lucrativos, localizada no Abu Dhabi Global Market (ADGM). 



Como funciona a Venom Blockchain?

A Venom é uma blockchain de camada 0, que usa uma técnica chamada dynamic sharding (fragmentação dinâmica) para melhorar sua escalabilidade. O fato de ser uma blockchain de camada 0 significa que ela atua como a base principal onde as blockchains de camada 1 podem ser desenvolvidas, oferecendo uma solução para a rigidez encontrada em redes com uma arquitetura monolítica como a do Bitcoin, evitando os congestionamentos comuns.

Diferentemente das blockchains monolíticas tradicionais, em que tudo é construído em uma única rede, a Venom usa uma masterchain (cadeia principal) para validar e executar transações. Essa masterchain, estando no coração da Venom, é responsável pela coordenação e comunicação com as workchains (cadeias de trabalho) e shard chains (cadeias de fragmento), que são as camadas 1 da Venom. Essa estrutura permite que cada rede funcione de forma independente, eliminando a necessidade de as transações passarem por um único processo de consenso ou limitando o tamanho dos dados de cada transação.

Veja como a Venom processa as transações:

  • Atransação é inicialmente enviada a uma shard chain.
  • Essa shard chain valida a transação e a incorpora em um bloco.
  • O bloco é encaminhado para a masterchain.
  • A masterchain valida esse bloco e o integra à blockchain.
  • Por fim, a transação é executada em uma workchain.

 Fonte e direitos autorais: Venom Whitepaper 

Um aspecto notável do Venom é seu protocolo de fragmentação dinâmica. Esse sistema permite que a blockchain se divida em segmentos menores e de operação independente. Quando há uma alta demanda para o processamento de contratos inteligentes, os validadores formam cadeias de fragmentos menores para processar transações simultaneamente. Quando a demanda diminui, essas cadeias de fragmentos se recombinam na cadeia principal, aumentando a velocidade de processamento das transações sem aumentar as taxas ou a necessidade de mais poder de computação.

A Venom também usa a Threaded Virtual Machine (TVM), permitindo a execução de contratos inteligentes em várias linguagens de programação, como Rust e Go. Por exemplo, a EVM da Ethereum só é compatível com Solidity. Esse recurso permite que os desenvolvedores escrevam contratos inteligentes em suas linguagens preferidas, o que deve impulsionar o desenvolvimento de aplicativos descentralizados (DApps) exclusivos no ecossistema da Venom.

Visão geral do ecossistema Venom

O ecossistema da Venom inclui os seguintes produtos, com planos de implementar mais no futuro:

  • Venom Wallet: Uma carteira segura, sem custódia, com suporte a contas multisig e compatibilidade com o Ledger para maior segurança dos ativos.
  • VenomStake: Oferece uma plataforma dedicada para o staking de tokens VENOM, com o objetivo de maximizar as oportunidades de recompensa para seus usuários.
  • VenomBridge: Aprimora a interoperabilidade entre blockchains, permitindo transações tranquilas entre diferentes redes.
  • Web3World: Atua como a própria bolsa descentralizada (DEX) da Venom, apoiando a troca de ativos, fornecendo liquidez e permitindo o farming dentro do ecossistema.
  • Oasis Gallery: Um mercado para ativos digitais distintos, atendendo ao crescente interesse em NFTs e colecionáveis digitais.

 

 Fonte e direitos autorais: Venom Foundation

Tokenômica da Venom 

O VENOM é o token nativo da blockchain Venom. Ele pode ser dividido em denominações menores, como NanoVENOM, MicroVENOM e MilliVENOM. Ele atende a várias funções dentro do ecossistema, incluindo a compensação de taxas de transação para apoiar as operações de rede por validadores, aumentando a segurança da rede por meio de mecanismos proof of stake (PoS) e permitindo que os participantes da rede apoiem os validadores por meio de staking. Inicialmente, a blockchain da Venom vai introduzir um fornecimento total de 7,2 bilhões de tokens VENOM, sendo que apenas 15% estarão disponíveis inicialmente. A alocação desses tokens será feita da seguinte forma:

  • Comunidade: 22,0%
  • Ecossistema: 28,0%
  • Fundação:15,0%
  • Apoiadores iniciais: 7,5%
  • Equipe: 7%
  • Público: 0,5%
  • Liquidez do mercado:10,0%
  • Validadores:10,0%

Fonte e direitos autorais: Venom Whitepaper 

Equipe por trás da Venom

A equipe principal de desenvolvimento do projeto inclui:

Peter Knez: Ex-diretor de investimentos da BlackRock e da Barclays Global Investors (BCI).

Mustafa Kheriba: membro da diretoria de várias instituições de prestígio, incluindo Mirabank e Australian Gulf Capital, além da Evrensel Capital Partners.

A equipe da Venom recebeu apoio de fundos de investimento e parceiros, como Venom Ventures, Iceberg Capital, Developer DAO, Hacken, Hub71 e DAO Maker.

Conclusão

Neste momento, a Venom Blockchain se apresenta como um projeto legítimo no espaço das blockchains de camada 0.  Embora ainda seja cedo, dado o recente lançamento da rede, o conjunto promissor de aplicativos e a tecnologia robusta sugerem uma base sólida para o crescimento. Nossa equipe vai continuar a monitorar os desenvolvimentos em torno da Venom e manter você atualizado sobre seu progresso. 

Quão útil você achou este artigo?
Obrigado pela sua avaliação!

Assine o Cryptonica.News
nas redes sociais

Os materiais disponíveis no site Cryptonica não constituem recomendações individuais de investimento. Os instrumentos financeiros ou as operações nele mencionados podem não estar alinhados com seu perfil ou objetivos de investimento. Não assumimos nenhuma responsabilidade por quaisquer fatos ausentes ou informações imprecisas nos textos. As criptomoedas são ativos financeiros de alto risco e volatilidade. Portanto, é fundamental que você faça sua própria pesquisa sobre instrumentos financeiros e tome decisões independentes. Antes de se envolver em qualquer ação relacionada a criptomoedas, você deve estudar, entender e cumprir as leis aplicáveis em sua região e país.

Ledger


Veja também

Bitcoin (BTC)
$63.857,0
-0,04%
DAO Maker (DAO)
$1,11
0,7%
Ethereum (ETH)
$3.075,48
-0,56%
IQ (IQ)
IQ
IQ
$0,00860293
-1,07%
Maker (MKR)
$3.247,44
-0,46%
TRON (TRX)
$0,112729
0,33%
UMA (UMA)
$2,67
-0,96%

Notícias

Bitcoin sobe em meio à aprovação de ETFs de Bitcoin e Ethereum em Hong Kong

Quantos Notcoins receberão os jogadores após a listagem?

Saiba como

Como participar da 1ª temporada da The Open League?
Como comprar criptomoedas no Telegram Wallet?